Newsletter

Receba todas as nossas novidades. >>
BIODIVERSIDADE  >  Fauna  >  Répteis  >  Cobra-rateira (Malpolon monspessulanus)

Cobra-rateira (Malpolon monspessulanus)



  

Habitat/Local de Observação
Encontra-se em matos, áreas pedregosas abertas, bosques de caducifólias, zonas agrícolas, pinhais arenosos, ruínas e jardins.

Atividade/Horário de observação
Diurna (com hábitos crepusculares no Verão)

Presença
Primavera e verão e no outono e inverno hiberna

Estatuto de Conservação
Pouco preocupante

Observações e Curiosidades
Alimentação: varia com a idade - os juvenis são insectívoros, passam a capturar lagartixas e posteriormente outras cobras, crias de aves e pequenos mamíferos, e por fim, chegam a caçar coelhos e sardões.
Esta é a maior cobra portuguesa podendo ultrapassar os 2 m de comprimento. Trepa às árvores e nada bem.
O principal mecanismo de defesa é a fuga, podendo no entanto tornar-se agressiva e morder. Não é perigosa para o Homem, pois os dentes que inoculam o veneno estão situados muito atrás da mandíbula superior (opistoglifa).
Ovípara (4-18 ovos)