Newsletter

Receba todas as nossas novidades. >>
BIODIVERSIDADE  >  Fauna  >  Borboletas  >  Gonepteryx rhamni

Gonepteryx rhamni (Linnaeus, 1758)


(Paula Arnaldo)


(Paula Arnaldo)

  

Família
Pieridae

Nome científico
Gonepteryx rhamni

Morfologia externa da espécie
Espécie com fundo amarelo-limão, tem um ponto discoidal laranja em ambas as asas além de uns finíssimos pontos castanhos no rebordo alar. As asas têm uma forma côncava, formando um apêndice falciforme. As fêmeas são quase brancas e tem uma envergadura de 50-60 mm.

Biologia e habitat
Esta espécie tem uma geração anual com um período de vida na fase adulta que pode ir até um ano. Os adultos podem ser observados entre Maio e Outubro em bosques, florestas, margens de cursos de água, incultos e jardins, sempre com algum teor de humidade, até aos 1600 metros de altitude. Hiberna nos meses mais frios e reaparece em Janeiro/Fevereiro em dias soalheiros. Os ovos são colocados isoladamente em raminhos e folhas de franguinho (Frangula alnus) e as lagartas e pupas são verdes camuflando-se no hospedeiro. Após a emergência, os adultos alimentam-se de néctar e pólen de diversas espécies para acumularem energia para os meses de hibernação.

Distribuição
É frequente e não está ameaçada. Esta espécie está presente no Norte de África, Europa e Ásia Menor, em Portugal é frequente em todo território nacional.

Comentários
E
xistem indivíduos errantes que podem ocorrer em altitudes superiores aos 1600 metros. A plantação de plantas indígenas nos jardins e parques é favorável à manutenção da espécie.